• Breve história do Zen - de patriarca a patriarca
O zen na Europa

Discípulo de Kodo Sawaki, Taisen Deshimaru chegou a Paris em 1967. Funda o templo da Gendronnière e a Associação Zen Internacional (AZI). Mestre Deshimaru é considerado como o patriarca-fundador do zen no Ocidente. Ele conseguiu tornar o zen acessível aos ocidentais continuando contudo fiel à tradição dos patriarcas.

Quando chegou a França, Mestre Deshimaru tinha cinquenta e três anos. Transbordava de energia e dinamismo e não trazia com ele senão o kesa entregue pelo seu mestre que igualmente lhe confiou os seus cadernos de notas.

O zen não era então conhecido na Europa senão por uma minoria de intelectuais. Durante quinze anos, Mestre Deshimaru educa concretamente os seus discípulos e ordena inúmeros monges, monjas e bodhisattvas, Abriu perto de 200 dojos e grupos de zazen e publica numerosas traduções e comentários de textos essenciais do zen.

Depois da sua morte que ocorreu em 1982, os seus principais discípulos continuaram a sua missão e criaram vários templos, nomeadamente em França e Espanha.