• Breve história do Zen - de patriarca a patriarca

O Zen tem a sua origem na experiência do Buda Shakyamuni que, há 2500 anos, sentado na postura de lótus debaixo da árvore da bodhi, realiza o despertar. Uma das originalidades do zen reside na transmissão desta prática do despertar de patriarca a patriarca, na Índia, na China e depois no Japão até se desenvolver na Europa durante os últimos decénios.

Buda Shakyamuni

Siddharta Gautama nasceu cerca da metade do século VIº antes J.C. em Kapilavatsu, no norte da Índia, na base dos Himalaias. Ele é filho do chefe de um clã guerreiro, o dos Shakyas, daí o nome de Shakyamuni (asceta dos Shakyas) que lhe chamaram mais tarde.

Aos 29 anos, logo depois do nascimento do seu filho, deixa o palácio familiar e segue os ensinamentos de diversos ascetas. É com a idade de 35 anos que decide abandonar estes métodos muitas vezes forçados para ir direito ao fim : senta-se debaixo da árvore da bodhi e jura permanecer em meditação até ter penetrado o mistério do sofrimento. Ao fim de 49 dias, alcança a Iluminação perfeita e torna-se Buda (o despertado).

Parte em seguida a caminho de Benares onde enuncia as Quatro Nobres Verdades sobre o sofrimento e o caminho para se libertar dele. Durante mais de quarenta anos, Buda ensina de cidade em cidade, mendigando os seus alimentos. Os seus discípulos não cessam de aumentar e formam a primeira comunidade de monges, a sangha.
O Buda Shakyamuni morre com cerca de oitenta anos.